Buscar
  • JR Eventos

Como saber quando trocar o tênis de corrida?


Você já sabe que o tênis para corrida precisa aliar conforto, flexibilidade, aderência, respirabilidade e amortecimento para resistir ao impacto do calçado contra o solo. No entanto, por mais tecnológico que o seu tênis para correr seja, ele não irá durar para sempre. Em algum momento, você terá que trocá-lo. Mas, como saber quando trocar o tênis de corrida?


O ideal é que essa troca seja realizada antes que a integridade do calçado seja afetada por marcas de uso, como furos, rasgos e até mesmo solas desgastadas, com o objetivo de evitar possíveis lesões nos pés, joelhos ou articulações, por exemplo. Após a compra do tênis para corrida, cuidados para lá de essenciais devem ser tomados para prolongar a durabilidade do calçado.


Não usá-lo todos os dias, não utilizar produtos abrasivos, como esponja de aço, para lavá-lo, e prestar atenção na forma como que você o armazena, podem fazer com que a vida útil do seu tênis para correr seja ainda maior. Mas, lembre-se: apesar de todo cuidado, uma hora você terá que adquirir um novo par de tênis e aposentar o seu antigo. Entenda abaixo, com dicas da influenciadora digital e maratonista Rafa Arlotta (@rafaarlotta), quando trocar o tênis de corrida!


Qual a vida útil de um tênis de corrida?



As estimativas com relação à durabilidade de um tênis para corrida podem variar de tênis para tênis. Quanto melhor o material do tênis, maior a sua durabilidade. Em média, nas condições adequadas, um par de tênis para correr deve durar entre 500 e 750km. Se você é um corredor profissional, provavelmente a troca do seu tênis para corrida terá de ser feita em um período de tempo menor do que a de um corredor amador.


O ciclo de vida de um tênis para corrida pode ser afetado pela superfície do exercício físico, por exemplo. Para isso, o ideal é garantir que você escolha um tênis de correr que corresponda à superfície principal onde você corre. O estilo da sua corrida também pode afetar a vida útil do calçado. Se você não sabe qual a zona de impacto quando você corre, dê uma olhada na parte inferior do seu tênis de corrida.


Informações como o seu tipo de pisada podem te ajudar na hora de escolher o seu tênis para corrida ideal. Além disso, o seu peso e a sua estatura têm papel fundamental na durabilidade do seu tênis para correr. Não se esqueça de verificar se o calçado é adequado para a sua constituição corporal. Dessa forma, você garante que ele dure o máximo possível.



Quando trocar o tênis de corrida?


Como já mencionado anteriormente, alguns especialistas indicam um certo número de quilômetros percorridos para você pensar em trocar o seu tênis para corrida. No entanto, dependendo do tipo de uso e das suas características, como o peso corporal e a técnica de corrida, o tênis para correr pode durar mais ou menos tempo do que o padrão recomendado.

É possível prestar atenção em alguns sinais físicos que o próprio calçado apresenta com o tempo. Entre eles:


  • Desgaste da sola: Quando a sola fica lisa, sem as ranhuras que garantem a aderência;

  • Desgaste da entressola: É na entressola que fica o sistema de amortecimento. Quando desgastada, ela apresenta rachaduras ou partes quebradiças, além de ficar mais dura ou comprimida;

  • Desgaste no calcanhar: O calçado tende a ficar desestruturado, o que reduz o conforto, já que aumenta a pressão no calcanhar. Pode levar a problemas como fascite plantar ou esporão de calcâneo;

  • Resistência à torção: Ao torcer o tênis, você deve sentir uma certa resistência. Isso não se aplica para modelos de competição;

  • Dores e lesões: O mais importante é observar a dor. Um bom tênis para corrida deve permitir que o seu corpo termine o exercício sem nenhum ponto de dor prolongada.

Quais os malefícios de usar o mesmo tênis para correr todo dia?

Perguntamos à Rafa o porquê de não ser recomendado por especialistas usar o mesmo tênis de corrida todo dia. A maratonista explica:


"Ao correr com o mesmo par de tênis todos os dias, você acelera o desgaste dele. Um tênis desgastado pode perder em parte ou até totalmente a tecnologia comparado a um par novo ou seminovo. Por exemplo, um desgaste acentuado na sola, entressola ou no calcanhar tira a estabilidade do calçado, reduz o amortecimento e pode até causar lesões".

Qual o tipo de tênis ideal para corrida?



O tênis para corrida ideal é aquele que você sente bem ao usá-lo, ou seja, o que oferece o melhor conforto para a sua corrida. Ele também precisa ter espaço entre os dedos, folga na frente e não pode incomodar. Para isso, você precisa procurar por um modelo que tenha características fundamentais, como sistema de amortecimento, capaz de absorver o impacto das pisadas.


Descobrir o seu tipo de pisada (pisada neutra, pisada supinada, pisada pronada) e adquirir um modelo adequado à ela também é uma dica a ser levada em consideração. Para que você tenha uma ótima experiência durante o exercício, é necessário entender que o melhor tênis para corrida nem sempre é o mais caro ou, então, o que conta com a tecnologia mais recente.


Por isso, é importante entender, além do sistema de amortecimento e do tipo de pisada, a frequência da corrida, se a atividade será praticada indoor ou ao ar livre ou se o corredor é iniciante ou profissional. Ah, e não se esqueça que intercalar tipos diferentes de tênis para correr também ajuda na redução dos riscos de lesão.

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo